Blog Posts

post-thumb-big 0

Os 10 Mandamentos Para o Sucesso do Seu E-Commerce

Olá pensador de marketing digital.

É cada vez mais garantida a consolidação do comércio eletrônico no Brasil. Os seis primeiros meses de 2012 continuaram alavancando os números de faturamento do e-commerce brasileiro. De acordo com a 26ª edição do relatório WebShoppers, realizado pela e-bit, com o apoio da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico (camara-e.net), entre o período de 01/01/2012 a 30/06/2012 foram faturados R$ 10,2 bilhões nas vendas online no país, o que significou um acréscimo nominal de 21% perante o mesmo período do ano anterior, quando foram registrados R$ 8,4 bilhões.

O número de pedidos também apresentou números expressivos. Foram realizadas aproximadamente 29,6 milhões de encomendas nas lojas virtuais brasileiras no período analisado, com um tíquete médio de R$ 346. No primeiro semestre de 2011, haviam sido registrados 25 milhões de pedidos.

Aqui, aponto dez características, as quais chamo de mandamentos, para o sucesso do ecommerce. Veja e avalie se o seu negócio consegue abranger os mandamentos.

1. Planejamento

A estratégia e o planejamento são essenciais para o sucesso do projeto. Defina suas metas: liste os pontos fortes e fracos; determine o tamanho do mercado, as oportunidades e as ameaças; saiba quem são os concorrentes; verifique o target, seu comportamento e como ele realiza a compra.

2. Escolha a ferramenta correta

a base tecnológica é fundamental para o desempenho do “varejo virtual”. A escolha tem que contemplar o objetivo do negócio, a especificidade do produto e ser flexível às mudanças do mercado. Vale lembrar: a mudança de plataforma significa custo dobrado e muito tempo desperdiçado.

3. Sinergia entre a loja física e virtual

as estratégias precisam ser complementares e integradas. É importante que o portal leve o consumidor a visitar a loja física e o caminho inverso também exista. Segundo estudo da Aberdeen Group & RSAG nos Estados Unidos, cerca de 70% dos consumidores esperam encontrar as mesmas condições de preço e entrega nos dois canais de compra. Outro dado interessante é que 22% das compras são influenciadas pela web.

4. Leve as pessoas para o site

não basta apenas que sua empresa ou marca seja conhecida. O site também tem que ser. Crie estratégias para aumentar a visitação do canal web: campanhas por e-mail, ações promocionais, publicidade e patrocínios são algumas ferramentas.

5. Investimento em benefícios

os benefícios da compra pela internet têm que se adequar aos desejos do consumidor. O e-commerce deve valorizar a comodidade, quando necessária; e destacar a variedade, quando exigida. Associe promoções e vantagens exclusivas aos consumidores online. Assim, você tornará a sua loja mais atrativa.

6. Segurança e credibilidade

as vendas pela internet têm uma desvantagem em relação às vendas convencionais: são intangíveis. Com isso, a segurança e a credibilidade são fundamentais. São práticas que devem envolver toda a cadeia: clientes, fornecedores e intermediários. É importante que o fornecedor de sua ferramenta web garanta a integridade dos dados, que a infra-estrutura do Data Center esteja de acordo com as necessidades do site, assim como é fundamental manter parceiros de logística e cobrança de alta qualidade. Lembre-se: a credibilidade de sua empresa não terá uma segunda chance.

7. Garanta a melhor experiência

 desde o primeiro contato com o consumidor, as experiências, sejam elas positivas ou negativas, constroem a imagem do seu e-commerce e, conseqüentemente, da sua marca. As informações precisam ser de fácil acesso e importantes para o usuário, a entrega deve ser pontual, o preço atraente, e o suporte eficiente. Uma boa experiência de compra online garante o retorno do consumidor.

8. Relacionamento com o cliente

a tecnologia deve ser uma aliada para conhecer o cliente. Invista na segmentação. Descubra as preferências dos consumidores, personalize as ofertas, e faça promoções baseadas nos hábitos de consumo.

9. Design e interação

a identidade visual do site deve estar de acordo com o público-alvo. Faça pesquisas para conhecer as preferências visuais, de interação e navegabilidade do consumidor. Isso torna o portal mais intuitivo e agradável de navegar.

10. Acompanhe as tendências do mercado

 o mercado se movimenta muito rápido, e a loja virtual tem que acompanhar essa velocidade. Cada visita no site tem que ser surpreendente, com novos produtos, seções, promoções e serviços. Há sempre uma oportunidade a ser explorada e é função do gestor de e-commerce estar constantemente atento.

Fonte: Ikeda

PenSE Marketing Digital

Empresário, Fundador do Mentalidade Empreendedora, Bacharel em Administração / Marketing, Pós Graduado em Marketing e Design Digital pela ESPM, Consultor em Gestão Empresarial e Marketing Digital. Um dos 10 GVs selecionados pelo Flávio Augusto para sua viagem para Orlando e dar início a Escola de Liderança. Pesquisador apaixonado por Educação Empreendedora, Marketing e Cultura Digital. Gerando Valor por meio da internet.

Facebook Twitter LinkedIn Google+ YouTube 

0 Comentários

There are no comments in this article, be the first to comment!

Deixe uma resposta

Regras do Blog

Não publique conteúdo violando, tags como negrito, itálico e sublinhado são permitidos que significa HTML pode ser usado ao comentar. Lorem ipsum dolor sit amet conceur metade do tempo você sabe que eu sei o que.

Google+